quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Educação no Lar (Momento Leitura)

Ter filhos exige tempo, dedicação, investimento, paciência e esforço.  É no lar que a educação da criança deve iniciar-se, ali está a sua primeira escola. Os pais são os mais importantes instrutores a transmitirem lições de valores que nortearão a vida de seus filhos. Lições de respeito, obediência, domínio próprio, empenho, amor... são influências educativas. São silenciosas e graduais, mas sendo exercidas na direção de vida, tornam-se diferencial dos pais na vida de seus filhos.
A falta de tempo para estar com os filhos preocupa muito os pais e mães, que sabem o quanto é importante a participação deles nas brincadeiras, descobertas, conquistas e crescimento deles. A educação e a formação do caráter é a maior herança que os pais podem deixar para os filhos. Sobre os pais repousam esse nobre dever. A escola não pode assumir um papel que cabe aos pais.
Parece que cada ano que passa temos menos tempo para a família. Em geral, o trabalho dos pais tem exigido dedicação intensa e, além disso, ainda há o trânsito a enfrentar, a casa para administrar, as compras para fazer, a tensão, o cansaço que chegam quase ao limite suportável. Será que é preciso ser assim mesmo?
Todo mundo já ouviu dizer que, para o filho, importa muito mais a qualidade do tempo que seus pais dedicam a ele do que a quantidade. Dedique a seu filho tempo com qualidade e participe ativamente de sua vida. Lembre-se de que seu filho também precisa de limites e de pais que sejam firmes com as regras estabelecidas. Educar é um trabalho nobre, que exige paciência, flexibilidade, habilidade, amor, dedicação...
“Educar é semear com paciência e colher com sabedoria.” (August Cury)
A parte essencial da educação é preparar cidadãos honestos, de caráter íntegro, de equilíbrio emocional, com capacidade de fazer escolhas e tomar decisões. Pessoas de conhecimento, experiências, valores, relacionamentos saudáveis, desprendidas de si mesmas e solidárias, pessoas comprometidas e responsáveis.

(Autor desconhecido)

Nenhum comentário:

Postar um comentário